O que é?Centro de interpretação e museus virtuais
Nos últimos anos, os chamados média digitais têm sido usados cada vez mais na área da cultura (museus, galerias, locais arqueológicos,etc) e instituições de educação. Os media tradicionais, como as ilustrações animadas e audio-guias, em conjunto com exposições interactivas com recurso à multimédia digital, permitiram transportar a transferência de conhecimento para um nível completamente novo. Novas possibilidades para apresentação e experimentação do conhecimento, de forma atractiva para a audiência, foram surgindo daquela fusão.
Neste portal pretende-se mostrar os locais museológicos de Braga recorrendo aos sistemas multimédia.
MuseusLocais em destaque
Museu dos BiscainhosMuseu D. Diogo de Sousa
Os museusListagem de museus da cidade de Braga
Museu da imagem
A criação do Museu da Imagem em Abril de 1999 constituiu uma iniciativa da Câmara Municipal de Braga, que se pretende caminhe ao encontro do desenvolvimento cultural da cidade e da região.
Uma das vertentes de intervenção do Museu da Imagem é no domínio patrimonial.
Coleccionar e preservar uma memória visual inserida na História da Fotografia em geral e na evolução de Braga em particular, contemplando as vertentes humana, arquitectónica e social da região, constitui uma tarefa obrigatória do museu.
Hoje é inquestionavelmente aceite a necessidade de se procurar coleccionar, inventariar e classificar o maior número de referências sobre uma época. Tais elementos dar-nos-ão uma visão tão rica e real quanto mais numerosas e diversas forem essas referências, já que, assim, permitem uma contextualização mais firme do período a que se reportam. Nesta perspectiva o Museu da Imagem dará o seu contributo quer ao investigador, quer ao simples curioso na medida em que se pretende coleccionar a maior quantidade possível de documentação iconográfica existente sobre Braga e região – fotografias, cartazes, ilustrações de revistas – constituindo-se assim o maior arquivo visual construído de forma sistemática e científica.
À parte os objectivos anteriormente expostos, outro objectivo não menos importante do museu confina com a apresentação de discursos da criação contemporânea. A fotografia constitui, hoje um suporte amplamente usado por um numeroso grupo de criadores, quer se intitulem de artistas ou simplesmente fotógrafos. As imagens estão sistematicamente representadas no nosso quotidiano. A sua leitura e descodificação são bases importantes da cultura contemporânea. Cada vez mais a fotografia está representada em museus, galerias, feiras de arte. Importa pois, dar a conhecer aos diversos públicos o que de mais marcante se está a fazer neste domínio.

Morada:

Campo das Hortas, 35 | 4700-421 Braga

Contactos:

Rui Prata

Horário:

3ª a 6ª 11h00 às 19h00
Sáb. e Dom. 14h30 às 16h30

Ingressos:

Entrada gratuita
Centro de interpretação e Museus Virtuais - todos os direitos reservados 2008|Conteito: Implementação:CCG